Na hora de decidir o revestimento mais adequado, é preciso considerar o ambiente, o custo-benefício, o tipo de uso da peça, a dinâmica da casa, do escritório, da empresa ou do comércio. Diante da grande variedade de opções, como couro, sintético e tecido, confira dicas da Cipatex® .

Cipatex

Fluxo de pessoas
Onde há grande fluxo de pessoas, o ideal é optar por revestimentos resistentes e de fácil limpeza e manutenção. Materiais como couro ou sintético são indicados devido à praticidade de higienização e impermeabilidade. No caso do sintético, as inúmeras possibilidades de cores e estampas atendem com versatilidade os mais variados estilos de decoração, seja de hotéis, restaurantes e empresas.

Crianças, animais e alérgicos na casa
Crianças, gatos ou cães na casa pedem o revestimento sintético e o couro. Os materiais podem ser limpos regularmente, oferecem menos risco de acúmulo de poeira e pelos de animais, além de não reter odores e ser mais difícil de rasgar. Também são mais indicados para pessoas alérgicas.

Se optar por tecido como chenille ou suede, prefira modelos que possam tornar a limpeza mais prática, como os móveis com encostos e assentos removíveis que podem ser retirados e colocados ao sol. Tecidos impermeáveis também podem ser uma boa alternativa.

Ambientes externos
As áreas externas exigem bastante atenção, já que o ambiente pode estar sujeito às intempéries, como umidade, chuva e sol. No caso dos revestimentos para cadeiras, poltronas, espreguiçadeiras e demais móveis que constantemente ficam expostos às mais diversas condições climáticas, como raios UV, umidade ou maresia, é necessário que o material tenha maior resistência, impermeabilidade e proteção antibacteriana, para evitar a proliferação de bactérias e bolor. Além disso, o material não pode deformar, nem desbotar com facilidade e tem de ter resistência ao uso contínuo, sem perder o toque macio e suave.

A qualidade interna do estofado também deve ser observada. É importante escolher um enchimento que não mofe, principalmente o que ficará na área externa. Preocupe-se com a qualidade da espuma. Não adianta o revestimento ser antimofo se o material interno for ruim. O revestimento pode ficar intacto e o enchimento deteriorar.

Tecidos impermeabilizados podem ser alternativas, assim como revestimentos sintéticos com resistência aos raios UV e proteção antibacteriana.

Serviço:
Cipatex
(15) 3284-9000
cipatex.com.br